Na tarde desta terça-feira (7) cerca de cinquenta atingidos organizados no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), ocuparam os trilhos da ferrovia Vitória-Minas, na comunidade de Itapina, em Colatina-ES.  Após quinze meses do rompimento da barragem de Fundão que pertence a Samarco, Vale e BHP Billiton, a empresa ainda não reconheceu trabalhadores e moradores do distrito como atingido.

A população exige o reconhecimento e a garantia dos direitos. Pescadores, agricultores e comerciantes perderam os postos de trabalho e a mais de um ano passam necessidades.

Funcionários da mineradora Vale conversaram com os manifestantes e tentaram marcar uma reunião com os atingidos na quinta-feira (9), mas os atingidos não cederam a pressão da empresa. “Vamos esperar a reunião ocupando a linha de trem. Estamos cansados de sermos enrolados por essas empresas criminosas”, disse Celso Ramos, pescador do distrito.

 “Os atingidos continuam na Luta pelos direitos negados pela Samarco vale BHP ou qualquer outro, como a Fundação Renova”, afirma Luiza Santos, atingida do distrito.

 

WhatsApp Image 2017-02-07 at 13.58.20.jpeg

 

WhatsApp Image 2017-02-07 at 15.23.37.jpeg